Vmworld 2019

Vmworld 2019

Alguns minutos atrás estava decidindo quais sessões irei assistir no meu terceiro VMworld, o tempo passa tão rápido que parece que foi ontem, era tudo novo, participando do VMworld 2015 em Barcelona. Naquela ocasião um marinheiro de primeira viagem que não deixava espaços livres (selecionava uma sessão atrás da outra) para o que mais importa em um evento como este: Conhecer pessoas e compartilhar ideias.

Hoje seleciono em média duas sessões por dia de evento, reservo sempre tempo para conhecer as soluções presentes no Solutions Exchange, visita a VMware Store, conhecer pessoas da comunidade, ter a oportunidade de pegar um livro direto da mão do autor, enfim muita coisa para fazer em poucos dias e com certeza não consumir todo o tempo em sessões técnicas que poucos dias depois estarão disponíveis para serem assistidas sob demanda.

Além de várias atividades, participar de um VMworld, exige um certo preparo físico, o local usualmente onde ocorre o evento é enorme e você caminha bastante de um lado para o outro. Lembro que no ano passado andava quilômetros dentro do hotel (VMworld 2018 ocorreu no Mandalay Bay em Las Vegas). Falando em hotel, me assustei muito com os preços surreais de hospedagem em San Francisco, torcer para o VMworld retornar para Las Vegas.

Para os brasileiros que estiverem indo pela a primeira vez, recomendo dar uma olhada nas dicas dicas do Homelaber (http://homelaber.com.br/vmworld-2017-survival-guide-para-brasileiros/). Estando por lá e se quiser bater um papo comigo entre em contato, se você não irá pessoalmente e quiser acompanhar, irei postar um resumo como fiz ano passado.

Consultor veterano na área de Tecnologia da Informação, com passagem em grandes empresas, graduado em Ciência da Computação com especialização em microeletrônica e gestão de projetos, detentor de diversas certificações de mercado (Microsoft, Cisco, Brocade, Vmware, etc.).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *